Image by Carlos Coronado

A PSICOTERAPIA

Quem sou eu?


O que acontece comigo, na minha vida, que me deixa insatisfeito, angustiado e ansioso?


Existe alguma maneira de viver com mais leveza, paz e consciência?


Será que tem alguma solução para a repetição desses padrões?


Como eu poderia ser mais solto e espontâneo nos meus relacionamentos?

A terapia é uma jornada de transformação e coragem. Nela é possível trabalhar em um nível multidimensional. Tomando consciência das diferentes camadas que compõem a nossa vida, as nossas emoções e padrões mentais, assim como uma compreensão do porquê agimos de determinas maneiras, é possível irmos transformando-as em autocuidado, criatividade e espontaneidade.

 

A ABORDAGEM

A abordagem utilizada é Humanismo- Existencial e o Psicodrama. Tendo em mente a metáfora do sol, podemos dizer que o centro da estrela encontra-se a relação terapeuta cliente e os raios do sol são os diferentes braços teórico-técnicos da abordagem. Assim, no processo terapêutico também encontram-se intervenções sistêmicas, comportamentais. 

MEDITAÇÃO TERAPÊUTICA

A meditação terapêutica é uma ferramenta de cura que podem ser incluídos na terapia.
A meditação (também conhecida como mindfulness/atenção plena), é atitude de olhar para o interior. Geralmente, temos um foco inicial, como a respiração. Dentro do espaço seguro da terapia, o cliente é convidado a mergulhar no seu mundo interno, treinando, também, as suas habilidades de gerenciamento emocional e atenção plena, discernindo suas emoções, seus pensamentos, crenças e motivações.

A QUEM É INDICADO?

A psicoterapia não tem contraindicação. Ela pode atender àquelas pessoas interessadas em se conhecerem, a terem mais paz, mais foco e atenção plena. Também é indicada para aqueles que se sentem muito ansiosos ou estão com um quadro depressivo, se sentindo tristes, apáticos e sem rumo.
Ela pode auxiliar aqueles que estão em sofrimento dentro da família, que estão passando por crises de transição de carreira e durante o luto e as diferentes perdas.